Rigorosa auditoria aduaneira gera confiança para Armstrong

Desafio

A Armstrong contratou a C.H. Robinson para realizar uma auditoria de seu programa de compliance para avaliar seu desempenho atual e recomendar áreas de oportunidade.

Solução

Aplicando o processo de auditoria da Alfândega dos EUA, a C.H. Robinson usou sua experiência no Trusted Advisor® para submeter o programa de compliance da Armstrong a uma avaliação rigorosa.

Resultados

A C.H. Robinson não apenas validou a compliance aduaneira da Armstrong e ofereceu oportunidades para expandir seus negócios, mas também aconselhou a empresa a usar o Programa de Reconciliação Aduaneira para reduzir tanto o pagamento em excesso quanto as penalidades por pagamento inadequado.

Estamos muito felizes com os serviços da C.H. Robinson. A equipe de compliance é excepcional. Nos mantêm sintonizados com as mudanças regulamentares, o que procurar e como permanecer em conformidade. A C.H. Robinson é uma fornecedora de nível superior, bem acima da maioria dos fornecedores no setor.

- STACEY KAPUSHY
GERENTE DE COMPLIANCE ADUANEIRA DA ARMSTRONG

A Armstrong World Industries, Inc. (Armstrong) é líder global em design e fabricação de pisos, tetos e armários. Com sede em Lancaster, PA, a Armstrong opera 36 fábricas em nove países. Cerca de 95% das importações da Armstrong são produtos para pisos (vinil, laminado, madeira, piso de cerâmica); 95% das exportações da empresa são produtos de construção (forro).


Buscando conhecimento em compliance aduaneira

Na última década, a Armstrong deixou de ser um importador mínimo para se tornar um dos 5000 principais importadores dos EUA. As responsabilidades adicionais surgiram com esse crescimento, incluindo a implementação de novas legislações que colocam o fardo da compliance aduaneira sobre os importadores, em vez dos corretores. A não compliance pode resultar em multas e penalidades, queixas criminais e licenças de importação perdidas.

A Armstrong tem um bom relacionamento com o setor aduaneiro dos Estados Unidos, participando dos programas ISA, C-TPAT e de extrato mensal periódico. Para validar seu forte programa de compliance e fornecer supervisão geral, a Armstrong já havia contratado grandes firmas de contabilidade para realizar uma auditoria de compliance anual, mas a rotatividade nessas empresas era alta e elas eram muito caras.

Além disso, as auditorias não revelaram novas oportunidades de melhoria. Como Stacey Kapushy, gerente da Armstrong Customs Compliance, disse: “Não importa quão bons você ache que seus processos estão, as pessoas estão procurando dia e noite por furos que você deixou passar.”

Em 2009, a Armstrong começou a procurar um novo prestador de serviços para realizar a auditoria de conformidade aduaneira. Eles escolheram a C.H. Robinson, que já prestava serviços de frete doméstico e global para a Armstrong havia cinco anos. A C.H. Robinson também ajudou a Armstrong a encontrar espaço de armazenamento usando seus próprios fornecedores e localizou armazenamento especializado para eles — serviços que nenhum outro fornecedor poderia oferecer. “Sentimos que a resposta da equipe da C.H. Robinson tem sido muito, muito boa e as taxas são competitivas”, declarou Kapushy. A Armstrong viu a experiência da C.H. Robinson em conformidade aduaneira como um diferencial fundamental de outros fornecedores, e acreditava que a C.H. Robinson poderia aplicar seu profundo conhecimento para identificar mais oportunidades de fortalecer seu programa de conformidade.


Preenchendo lacunas e criando valor

O diretor de alfândega global da C.H. Robinson e sua equipe de especialistas em conformidade trabalharam em estreita colaboração com a Armstrong na auditoria. Usando o processo de avaliação focado na alfândega—o mesmo processo rigoroso de auditoria usado pelos EUA—eles analisaram privilégios do Free Trade Agreement, números de tarifas, países de origem e volumes. Eles analisaram os departamentos da Armstrong em seus processos e avaliaram como eles eram medidos de acordo com o manual de conformidade da empresa.

A C.H. Robinson validou o programa de compliance aduaneira e recomendou que a Armstrong usasse o Programa de Reconciliação Aduaneira. A Armstrong enfrentara o desafio da variação do preço de negociação entre empresas. Ao usar este programa, poderia preencher as lacunas entre o que é faturado por uma empresa relacionada e qual deve ser o valor negociado para avaliar os direitos aduaneiros. Essa recomendação, de acordo com Kapushy, “vai além do que as empresas de contabilidade forneciam no passado”, tornando a operação da Armstrong mais eficiente e reduzindo seus riscos.

Compliance e melhoria contínua

  • Kapushy disse: “a rede de pessoas da C.H. Robinson no governo e na indústria nos mantém informados, por isso estamos preparados à medida que novas decisões são implementadas ou propostas”. A equipe de compliance da C.H. Robinson continua a oferecer seminários e workshops, relatórios técnicos e muito mais para ajudar a educar os funcionários da Armstrong sobre compliance.
  • Kapushy gosta de ter a mesma equipe de compliance trabalhando na conta da Armstrong e inserindo seus dados, o que minimiza ou elimina erros. “Eles estão familiarizados com a nossa conta. Eles sabem quando ligar se algo não parecer normal.”
  • A Armstrong pretende usar o Global Trade Reports® da C.H. Robinson, o primeiro software a pegar dados comerciais do ITRAC e visualizá-los graficamente para análise e importações de frete aéreo sensíveis ao tempo.

Para saber mais sobre os programas da C.H. Robinson, fale com um especialista.